Homem viaja cinco horas em privada e processa companhia aérea

by

Ele foi de San Diego até Nova York e pede US$ 2 milhões pela ‘humilhação’. Para piloto, homem deveria estar agradecido por ter conseguido lugar no avião.

Um nova-iorquino acusa a companhia aérea jetBlue de ter reservado para ele um assento pouco especial no vôo de mais de cinco horas entre San Diego e Nova York: a privada do banheiro.

Gokhan Mutlu diz que sofreu “humilhação extrema” e pede indenização de US$ 2 milhões.

Ele diz que quando chegou ao aeroporto o vôo estava lotado, mas uma comissária de bordo cedeu a poltrona a ele.

A alegria de Mutlu, porém, acabou depois de 90 minutos, quando o piloto pediu para ele se retirar do assento porque a comissária de bordo estava passando mal. O piloto pediu que o homem passasse o restante da viagem no banheiro.

Mutlu ficou nervoso e tentou discutir, mas foi inútil. O piloto teria falado que Mutlu “deveria estar feliz só por estar a bordo do avião”. Durante as cinco horas restantes de vôo, Mutlu ficou sentado na privada, sem cinto de segurança e diz ter sentido um “medo horrível” quando a aeronave passou por uma turbulência.

Fonte: http://g1.globo.com/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: